Notícias Maia

Presidente do Castêlo da Maia desmente que atletas estejam ilegais

Partilhas

Celestino Fonseca, presidente do Castêlo da Maia, em declarações à Tribuna Expresso, desmentiu o comunicado do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), que dá conta de que cinco atletas do clube estariam ilegais.

Os três brasileiros, um bielorrusso e um chileno, estarão, segundo Celestino Fonseca, legais e têm 20 dias para provar isso mesmo.

“Os jogadores em questão terão de lançar toda a documentação numa plataforma do SEF nos próximos 20 dias. Os atletas estão legais, têm contrato de trabalho, salário, número de contribuinte e morada. Aliás, se não tivessem estes documentos nem sequer poderiam ter sido inscritos pela Federação Portuguesa de Voleibol”, refere o presidente do clube, em declarações à Tribuna Expresso.

Desta forma, estes atletas terão 20 dias para fazer prova de que se encontram no país em situação totalmente regular. Assim, ao contrário do que refere o comunicado do SEF, só no caso dos atletas falharem a apresentação da documentação dentro do prazo, é que serão notificados para abandonar o país.

COMENTE

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Mais Populares

Top