Notícias Maia

Reciclagem de resíduos têxteis já ajudou 42 instituições na Maia

©DR /Notícias Maia
Partilhas

A reciclagem de roupa e calçado feita pelos maiatos já ajudou, desde 2012, 42 instituições maiatas. Em 2019 rendeu 10 mil euros solidários.

Desde 2012, os resíduos têxteis de quem vive na Maia estão a ser rentabilizados para apoiar instituições sociais do concelho. Nos últimos nove anos, a reciclagem de roupa e calçadorendeu 70 mil euros que foram depois distribuídos por 41 instituições maiatas.

Para António Silva Tiago, esta prática é uma “afirmação da política na economia circular e na sustentabilidade“. Em declarações, o presidente da Câmara Municipal da Maia explicou que esta sensibilização começa “nas escolas junto das crianças com uma educação ambiental” e que “a meta para 2020 é duplicar a verba e alargar o número de beneficiários”.

Uma parceria solidária

A Maiambiente e a Wippytex juntaram-se para recolher o desperdício têxtil e rentabilizar essa roupa e calçado, que os maiatos já não precisam, em prol de instituições maiatas.

Atualmente, são 50 os pontos de recolha, chamados de “roupões”, espalhados pelo município. Só em 2019, foram recolhidas 230 toneladas de resíduos têxteis destes contentores que serviram para angariar 10 mil euros. Um valor que foi repartido por 10 instituições do concelho.

COMENTE

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Top