O artista português esculpiu dez rostos do combate à pandemia de Covid-19 num mural no Hospital de São João como forma de homenagem a quem está na linha da frente. A obra ficou pronta nesta sexta-feira.

“Dez rostos, em representação de todos os profissionais e auxiliares de saúde. Uma homenagem a estes verdadeiros heróis do dia-a-dia, muitas vezes esquecidos, de modo a sublinhar quer a sua importância individual quer a importância do Serviço Nacional de Saúde” – É assim que Alexandre Farto, mais conhecido por Vhils, introduz a sua mais recente obra, numa publicação que partilhou nas redes sociais.

Cozinca

O artista português de 33 anos esculpiu, num mural do Hospital de São João, o rosto de dez profissionais daquele hospital. A ideia já tinha algum tempo e, depois de acertada, foi preciso apenas uma semana para que Vhils e a sua equipa concretizassem esta obra. A seleção dez profissionais deste hospital foi aleatória e, depois de os fotografar em vários ângulos, foi só pôr mãos à obra. Estes dez rostos simbolizam todos os outros. 
⁠⠀
“A partir de hoje, esta nova e simbólica linha da frente irá acompanhar todos aqueles que entrarem ou saírem do Centro Hospitalar Universitário de São João, para não esquecermos aqueles que trabalham de forma altruísta para o bem-estar da população, no apoio e serviço à comunidade”, acrescenta o artista na mesma publicação.

Numa nota enviada às redações, o artista português explica que esta obra é “um agradecimento e uma sentida homenagem a todos os que se encontram na linha da frente, quer da presente pandemia, quer dos cuidados de saúde diários, pela importância que têm na vida de cada um de nós. É um enaltecer da coragem, da dedicação e do altruísmo com que colocam as suas vidas em risco pela defesa das nossas”.

Nuno Raposo: “Uma festa como esta é incompatível com o distanciamento social”

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.