Mais higienização, uso de máscara e retirada de todos os objetos das mesas são algumas das medidas adotadas, nesta fase de desconfinamento, pelos restaurantes.

A segunda fase do Plano de Desconfinamento do Governo marca a reabertura dos restaurantes e esplanadas. Nesta segunda-feira, dia 18 de maio, vários maiatos puderam voltar a frequentar os restaurantes do concelho. Mas como está a ser feita este regresso à normalidade? Como se sente quem voltou a sentar-se numa mesa de restaurante e que medidas de segurança foram tomadas pelos espaços de restauração?

Para melhor compreender esta retoma de atividade, o NOTÍCIAS MAIA esteve durante o período de almoço no Coreto, um restaurante especializado em carnes, situado no Parque de Lazer da Fundação Gramaxo, no centro da cidade da Maia.

Ao nosso jornal, um grupo de clientes que trabalham juntos explicou que existia uma grande expetativa em voltar e que “foi ótimo poder fazê-lo”. Habituados a almoçar diariamente em restaurantes, afirmaram que têm feito as refeições em casa ou por take-away, mas que agora se sentem perfeitamente “seguros” em voltar aos espaços de restauração.

Sobre a escolha do Coreto, o facto de ter uma esplanada “ao ar livre” e um bom serviço, pesou para a decisão de aqui fazerem a primeira refeição “fora” depois de 2 meses de confinamento. “Percebemos que os funcionários estão preparadas com os equipamentos de segurança e que o espaço também o está”, afirmou um destes clientes.

Pedro Maia, proprietário do restaurante, explicou que a prioridade é “a segurança dos funcionários” porque “garantindo a segurança dos funcionários, os clientes estarão igualmente seguros“. No Coreto, afirma, foram tomadas todas as “medidas de segurança”, a lotação máxima é de 25 pessoas e recomenda-se aos clientes que façam reserva de mesas.

Sobre as medidas de segurança adotadas, Pedro Maia afirmou que o Coreto já cumpria todas as normas da HACCP – Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (sistema de gestão de segurança alimentar) e que, por isso, a adaptação a este período não foi tão difícil. Todos os talheres e louças “já eram polidos com álcool” mas todos detergentes foram adaptados. A limpeza do espaço passa de 5 a 6 vezes por dia e todos os funcionários usam máscaras, viseira e luvas.

O Coreto está em Lay-Off parcial mas nunca parou de trabalhar. O espaço foi melhorado, a carta é nova e, pela experiência positiva do Take-Away, o restaurante vai manter esta funcionalidade com recurso a plataformas como a Uber Eats.

“Vai ser a melhor altura para se jantar fora porque os restaurantes estão mais vazios” – Pedro Maia explica-nos que as pessoas vão começar aos poucos a ganhar confiança e a voltar a frequentar os restaurantes.

No caso do Coreto, o facto de estar “no meio da natureza”, ter uma esplanada espaçosa e “uma sala extremamente ventilada” faz deste espaço um “ambiente extremamente controlado” onde as pessoas poderão sentir-se “seguras” e “protegidas”.

Recorde-se que o plano o Plano de Desconfinamento do Governo dá conta de 3 momentos diferentes para a retoma da atividade do comércio.

Esplanadas, ecocaminho, parques urbanos e biblioteca da Maia abrem esta segunda-feira

 

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.