Notícias Maia

“Maia 500”

© Nelson Maia
Partilhas

Estamos prestes a celebrar os 500 anos do Foral da Maia, uma idade de respeito onde muitos episódios decorreram, protagonizados pelas suas gentes.

A história maiata é rica, muitas culturas e povos calcorrearam esta terra, como por exemplo: os suevos, os visigodos, os romanos e os mouros. Muita dessa herança ficou entranhada.

“Viajar” pela nossa história é sempre um prazer. E se fosse o inverso? E se nós conhecêssemos o futuro? Seria muito estranho. E se aterrasse uma cápsula do tempo bem no meio da praça Vieira de Carvalho com o Gonçalo Mendes da Maia e o Visconde Barreiros dentro dela? Como é que eles se iriam sentir ao ver esta “Maia futurista”?

O Gonçalo Mendes da Maia ficaria abismado por ver as mulheres vestirem calças como os homens, mal ele sabe da luta pela igualdade de género. Ficaria ainda mais surpreso com as pessoas a andarem absortas a olhar e a mexer numa pequena tabuinha luminosa que mais tarde iria perceber que se chama telemóvel.

Já o visconde Barreiros ficaria fascinado com a altura e a beleza da Torre Lidador.

Caminhando pela cidade deparar-se-ia com fantásticas descobertas como uma lagarta metálica e amarela a que chamada de metro, onde pessoas saiam e entravam muito caladas como se de um formigueiro ambulante se tratasse.

E se fossemos nós daqui a 500 anos a fazer essa estranha e fascinante viagem? Que aventura imaginaríamos?

Nelson Maia, Outubro de 2019

COMENTE

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Top