Notícias Maia

Maia anuncia instalação de mais parcómetros a partir de segunda-feira

© DR/Aldo Maia
Partilhas

A Câmara Municipal da Maia anunciou que vai aumentar as zonas de estacionamento pago já a partir da próxima segunda-feira, dia 14 de janeiro.

Em nota publicada no site da autarquia e igualmente enviada à redação do Notícias Maia, a Câmara Municipal anunciou  que “dos 622 lugares aprovados e homologados por deliberação da Assembleia Municipal da Maia de 17 de setembro, serão implementados 357”.

A Empresa Metropolitana de Estacionamento da Maia (EMEM), indica que este aumento de zonas de estacionamento de duração limitada “disciplina” o estacionamento, permitindo “estacionar a viatura na via pública, próximo do destino do automobilista, sem ter que o fazer em segunda fila e sem necessidade de perder tempo na procura de um lugar”.

Na mesma nota, pode ler-se que “a rotatividade da utilização dos lugares de estacionamento, a proteção de residentes e de pessoas com necessidades especiais, bem como a garantia de melhores condições de circulação no município, são valores que pautam a atuação da EMEM, EM”.

A autarquia esclarece ainda que “as Zonas de Estacionamento de Duração Limitada estarão devidamente identificadas pela sinalização vertical visível, em cumprimento do Código da Estrada e com os parquímetros em funcionamento”.

A partir de 14 de janeiro, novas zonas com parquímetros

Desta forma, a partir de 14 de janeiro de 2019, o estacionamento passará a ter parcómetros na Avenida António Santos Leite (até ao nº 351 – sentido descendente e ascendente), no total de 55 lugares e, na Rua Augusto Simões (até ao nº 1078 – interseção com a Rua de Argentat), no total de 20 lugares.

Serão, ainda, implementadas novas zonas de estacionamento de duração limitada:
– Travessa Dr. Augusto Martins, no total de 34 lugares;
– Rua Dom Júlio Tavares Rebimbas (a partir da interseção com a Rua Manuel Faro Sarmento até à Praça Almeida Negreiros), no total de 12 lugares;
– Rua Manuel Faro Sarmento, no total de 85 lugares;
– Rua Ângela Adelaide Calheiro C. Menezes (até à interseção com a Rua Manuel Faro Sarmento), no total de 97 lugares;
– Praça Almada Negreiros, no total de 8 lugares;
– Rua Argentat, no total de 11 lugares;
– Rua Joaquim Oliveira Júnior, no total de 16 lugares;
– Rua Avelino Santos Leite (na interseção com a Rua Joaquim Oliveira Júnior até à Praça Almeida Negreiros), no total de 29 lugares.

Na mesma nota foi também indicado que é possível, caso preencha os requisitos, pedir um Dístico de Residente que permite o estacionamento sem pagar as taxas adicionais.

Assembleia Municipal, Comissão de Acompanhamento e CDU

Apesar de ter sido aprovado por unanimidade em reunião de câmara, quer pelo executivo liderado por António Silva Tiago, quer pela oposição liderada por Francisco Vieira de Carvalho, a implementação destes lugares de estacionamento tem gerado mau estar político.

A CDU emitiu um comunicado a indicar que a instalação destas zonas de estacionamento tem sido realizado “à revelia da Assembleia Municipal” e exigiu “a suspensão imediata de quaisquer trabalhos e a anulação dos efeitos da instalação das máquinas e da delimitação de aparcamentos já concretizados”.

O Presidente do Conselho de Administração da EMEM e Vereador na Câmara Municipal da Maia, Mário Nuno Neves, garantiu que “não está a ser desrespeitada qualquer força política democrática, representada ou não, na Assembleia Municipal”.

Em declarações à Lusa, a Câmara Municipal disse estar “disponível para prestar toda a colaboração e cooperação institucional a todas as comissões de trabalho que a Assembleia Municipal entenda criar”.

A Comissão de Acompanhamento liderada por Olga Freire, Deputada Municipal e Presidente da Junta de Freguesia da Cidade da Maia, ainda não prestou declarações.

COMENTE

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Mais Populares

Top