Gripe Espanhola matou 100 milhões de pessoas. O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde afirmou que “desastre” idêntico pode ser evitado.

Tedros Adhanom Ghebreyesus referiu-se à epidemia de Covid-19 como “o inimigo público número um”, que combina a capacidade de contágio de uma gripe com a letalidade das epidemias de MERS e SARS (síndromes respiratórios agudos provocados também por coronavírus).

Ordem dos Advogados Maia

Esta combinação fez com que o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) comparasse a pandemia de covid-19 à “Gripe Espanhola”. Há 100 anos atrás, este vírus matou 100 milhões de pessoas mas, pela evolução tecnológica, Tedros Adhanom acredita que um “desastre” idêntico pode ser evitado.

Tedros Adhanom Ghebreyesus salientou que este vírus é perigoso e admitiu que o pior ainda possa estar para vir. O diretor-geral da OMS explicou que é preciso acreditar que é possível lutar contra a doença e insistiu na necessidade de haver solidariedade nacional e mundial. Porque, sem essa entreajuda “será pior”.

Numa outra conferência de imprensa, Tedros Adhanom afirmou que “este coronavírus é pior do que um ataque terrorista” acrescentando que “não desistimos, nem vamos desistir”. O diretor-geral da OMS disse ainda que a pandemia de Covid-19 pode trazer grandes “convulsões económicas, sociais e políticas” mas que este deve ser um tempo de “nos unirmos contra este vírus”.

Neste dia 4 de Maio de 2020, o balanço mundial aponta para mais de 3,5 milhões de infetados e 248 mil óbitos causados pela Covid-19.

Covid-19: Número de casos na Maia permanece inalterado após o fim-de-semana

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.